Últimas notícias

Hoje na história

RSS
11 de janeiro de 0630.

O profeta e fundador do Islamismo, Maomé, destrói os ídolos do santuário de Kaaba em Meca

A Kaaba

A Caaba ou Kaaba (também conhecido como Ka'bah ou Kabah; em árabe: الكعبة al-Kaʿbah IPA: [ʔælˈkæʕbɐ], "O Cubo"), também conhecido como al-Kaʿbatu l-Mušarrafah (الكعبة المشرفة; "O Nobre Cubo"), al-Baytu l-ʿAtīq (البيت العتيق; "A Casa Primigênia"), ou al-Baytu l-Ḥarām (البيت الحرام; "A Casa Sagrada/Proibida") é uma construção cuboide reverenciada pelos muçulmanos na mesquita sagrada de al Masjid Meca, e é considerado pelos devotos do Islã como o lugar mais sagrado do mundo.

A Caaba é uma construção cúbica de 15,24 metros de altura, e é cercada por muros de 10,67 metros e 12,19 metros de altura. Ela está permanentemente coberta por uma manta escura com bordados dourados que é regularmente substituída. Em seu exterior, encravada em uma moldura de prata, encontra-se a Hajar el Aswad ("Pedra Negra"), uma pedra escura, de cerca de 50 centímetros de diâmetro, que é uma das relíquias mais sagradas do islã.

A Caaba é o centro das peregrinações (hajj) e é para onde o devoto muçulmano volta-se para as suas preces diárias (salat). É o lugar mais sagrado do Islã.

Quando o profeta Maomé repudiou todos os deuses pagãos e proclamou um deus único, Alá poupou a Caaba e tornou-a de um centro de peregrinação pagã em um centro da nova fé. No período pagão, a Caaba provavelmente simbolizava o sistema solar, abrigando 360 ídolos, sendo assim uma representação zodiacal. O edifício foi restaurado diversas vezes; a construção atual é datada do século VII, substituindo a mais antiga que foi destruída no cerco de Meca em 683.

A conquista de Meca

A Conquista de Meca (árabe: فتح مكة Fath makkah) é o acontecimento histórico quando Meca foi conquistada pelos muçulmanos e capitulou em 11 de janeiro de 630 (no calendário juliano), 20 de Ramadã, nono mês do calendário islâmico. O profeta Maomé começou a viagem em 6 de Ramadan e entrou Meca em 18 de Ramadan.

Em 11 de janeiro de 630, o profeta Maomé destruiu os ídolos na Kaaba e em outros pequenos santuários.

Quando o profeta Maomé repudiou todos os deuses pagãos e proclamou um Deus único, “Alá”, ele poupou a Kaaba, e traformou-a de um centro de peregrinação pagã, em um centro da nova fé.

Todos ídolos pagãos foram quebrados e os seus deuses foram destruídos.

Fonte: Wikipédia


Tags: Maomé, islã, islamismo, muçulmano






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 13.08

  • Dia de Santo Hipólito
  • Dia do Anjo Vehuiah
  • Dia do Azar
  • Dia do Economista
  • Dia dos Encarcerados
  • Dia Internacional dos Canhotos