Últimas notícias

Hoje na história

RSS
15 de janeiro de 2002.

Argentina enfrenta disparada do dólar e nova onda de violência


Protestos voltaram a sacudir a Argentina em 15 de janeiro de 2002. No interior, manifestantes depredaram agências bancárias e, na capital, mais de 3 mil desempregados e aposentados se concentraram em frente à Casa Rosada. A indefinição em relação às regras do confisco bancário e o aumento do número de protestos fizeram o peso fechar as operações com desvalorização de 48,7%.

O dólar para venda chegou a ser cotado a 1,95 peso na média de 25 instituições credenciadas pelo Banco Central Argentino (BCRA), mas a moeda chegou a ser vendida a 2,05 pesos em casas de câmbio da zona financeira de Buenos Aires.

Pressionado pela insatisfação popular, o presidente Eduardo Duhalde prometeu tornar mais flexível a restrição às retiradas de dinheiro das contas bancárias.

Tags: Crise, moeda, protestos, Argentina






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 19.12

  • Dia das Apaes
  • Dia de Santo Urbano V
  • Dia do Atleta Profissional