Últimas notícias

Hoje na história

RSS
Sexta-Feira, 30 de Janeiro de 1992.

O ônibus Espacial Discovery volta do espaço em sua missão STS-42

O Discovery decola com a missão STS-42.

Discovery é o terceiro dos cinco orbitadores que constituíram o programa de ônibus espaciais da NASA. Os dois primeiros foram o Columbia e o Challenger, respectivamente. Sua primeira missão foi a STS-41-D, que aconteceu entre os dias 30 de agosto e 5 de setembro de 1984. Foi ao espaço 39 vezes ao longo de 27 anos em serviço, tornando-se assim o ônibus espacial que mais realizou missões. Após as tragédias com o Challenger e o Columbia, o Discovery passou a ser o ônibus espacial mais antigo em funcionamento.

O Discovery também acoplou-se uma vez à estação espacial russa Mir e 13 vezes à Estação Espacial Internacional. Com sua grande quantidade de voos espaciais, o Discovery pôs no espaço um total de 31 satélites, incluindo o Telescópio Hubble, e durante sua missão STS-95 levou ao espaço o astronauta John Glenn, o primeiro norte-americano a orbitar a Terra a bordo da Friendship 7 e o astronauta mais velho a voar em um ônibus espacial. Fez seu último pouso em 9 de março de 2011 e atualmente encontra-se em exposição no Steven F. Udvar-Hazy Center em Chantilly, Virginia.


O Discovery em exibição no Museu do Ar e Espaço.

STS-42

STS-42 foi uma missão do ônibus espacial Discovery, lançada em 22 de janeiro de 1992, que levou a primeira astronauta do Canadá ao espaço e realizou experiências com microorganismos na microgravidade, no módulo-laboratório Spacelab. A missão STS-42 da Discovery aterrisou em 30 de janeiro de 1992.


O Discovery decola com a missão STS-42.

Principais fatos

O lançamento ocorreu em 22 de janeiro de 1992, às 9:52:33 a.m. EST. O lançamento foi atrasado em uma hora devido ao mal tempo. O peso no lançamento foi de 243.396 libras (110.403 kg).

A missão levou ao espaço o Laboratório de Microgravidade 1 (IML-1), um módulo pressurizado da Spacelab tripulado, para explorar em profundidade os efeitos complexos da ausência de peso nos organismos vivos e no processamento de materiais. O grupo internacional. dividido nos times Vermelho e Azul, conduziu experimentos na adaptação do sistema nervoso humano à baixa gravidade e os efeitos da microgravidade em outras formas de vida, tais como ovos de peixes, sementes de lentilha, ovos de moscas e bactérias.

Os experimentos sobre processamento de materiais em baixa gravidade incluíram o crescimento de cristas a partir de uma série de substâncias tais como enzimas, iodeto de mercúrio e um vírus. As outras cargas incluíam dez pacotes Get Away Special (GAS), uma série de cargas no compartimento mediano e dois experimentos do Programa de Envolvimento de Estudantes (SSIP).

As cargas do compartimento mediano incluíram o Gelation of SOLS: Applied microgravity research (GOSAMR), Investigações sobre o Processamento de Membranas de polímeros (IPMP) e o Experimento de Monitoração de Radiação (RME-III).

A aterrissagem ocorreu em 30 de janeiro de 1992, às 8:07:17 a.m. PST, na Runway 22, no Edwards Air Force Base, Califórnia, a distância de rolagem foi de 9.811 pés. A missão foi estendida em um dia para uma experimentação científica continuada.

A Discovery retornou ao Centro Espacial Kennedy em 16 de fevereiro de 1992. O peso na aterrissagem foi de 218.016 lb (98.890 kg).

Tripulação


Da esquerda para a direita: Oswald, Bondar, Thagard, Grabe, Hilmers, Merbold, Readdy

Fonte: Wikipédia


Tags: Espaço, NASA, ônibus espacial, Columbia, Challenger, Discovery, STS-42






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 16.01

  • Dia de Santo Antão
  • Dia dos Tribunais de Contas do Brasil