Últimas notícias

Hoje na história

RSS
Quarta-Feira, 23 de Janeiro de 2003.

Último sinal recebido pela sonda Pioneer 10 antes de mergulhar no espaço exterior

A Sonda Espacial Pionner 10

Pioneer 10, sonda interplanetária norte-americana, foi uma missão interplanetária desenvolvida a partir do Programa Pioneer, que consistiu no desenvolvimento e gestão de oito missões interplanetárias (Pioneer 6, 7, 8, 9, 10, 11, Venus Orbiter e Venus Multiprobe). Também conhecida como Pioneer F, foi desenhada juntamente com a Pioneer 11 (ou G) para o cumprimento dos objetivos definidos no Pioneer Jupiter Mission.


Lançamento da sonda Pioneer 10 a bordo de um foguete Atlas-Centaur em 2 de março de 1972.

As Pioneer 10 e 11 receberam em seu corpo principal placas de ouro caracterizando uma mensagem com a imagem humana, caso a Pioneer 10 ou 11 sejam interceptadas por seres extraterrestres.

Devido às características das órbitas da Terra e de Júpiter, a cada treze meses surge uma janela de lançamento que permite uma viagem interplanetária mais econômica em termos energéticos (menos carburante e como tal, menos peso), foi definido que se iriam construir duas sondas idênticas a serem lançadas com um intervalo de treze meses. A primeira (a Pioneer 10) foi lançada em 2 de março de 1972 e a segunda (a Pioneer 11) foi lançada em 6 de abril de 1973. O programa foi aprovado em fevereiro de 1969 definindo, a partida, três grandes objetivos para a missão:

  1. Explorar o meio interplanetário para além da órbita de Marte;
  2. Investigar a cintura de asteroides e verificar os perigos que esta representa para as sondas nas missões para além da órbita de Marte, e
  3. Explorar o sistema de Júpiter.

Em 13 de junho de 1983, a nave Pioneer 10 abandonou o Sistema Solar em busca de seres de outros mundos para entregar a eles uma mensagem do Homem que povoa o pequeno planeta Terra.

Além dos instrumentos com os quais transmitiu informação sobre os planetas de nosso sistema solar, a Pioneer 10 levava uma placa de ouro que descreve o Homem, nossa aparência e a data do começo da missão.

O último contato de rádio com o Centro Glenn de Pesquisa da Nasa (agência espacial norte-americana) que tinha o controle da missão ocorreu em 23 de janeiro de 2003.

Na ocasião, o mensageiro espacial do homem se encontrava a 12,160 bilhões de quilômetros da Terra, além do cinturão de asteroides, de Júpiter e de Plutão.

Deep Space Network

A Rede de Espaço Profundo ou Deep Space Network - DSN é uma rede de antenas internacionais com a função de realizar comunicações e monitoramento com as diversas naves espaciais no espaço. Estas antenas também são utilizadas para as naves em órbitas da Terra.

A DSN faz parte do JPL, Jet Propulsion Laboratory, Laboratório de Jato-Propulsão da NASA.

Constitui-se de um conjunto de três localidades, dispostas em um ângulo aproximado de 120º em torno do globo terrestre. São elas, Goldstone, na Califórnia situado no Deserto de Mojave; uma locação próximo a Madrid, na Espanha e a última em Camberra, na Austrália.

Estas localidades estratégicas permitem constantemente observar as naves espaciais enquanto a Terra gira em torno de seu eixo e torna o DSN o maior e mais sensível centro de telecomunicações do mundo.

Uma última tentativa de contato com a “Pioneer 10” foi feita na noite de 4 de março de 2006, a última vez que a antena seria corretamente alinhada com a Terra. Não foi recebida resposta da sonda espacial.

Segundo engenheiros da Nasa, as transmissões da Pioneer 10 morreram devido ao esgotamento da fonte radioisotópica de energia da nave.

Fonte: Wikipédia


Tags: Espaço, nave, ET, Nasa, sonda, Pioneer






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 19.11

  • Dia da Bandeira
  • Dia da Caminhada da Bandeira
  • Dia de Santa Matilde de Hackeborn
  • Dia de Santo Abdias
  • Dia do Anjo Haaiah
  • Dia do Cordelista
  • Dia Internacional do Homem
  • Dia Internacional do Xadrez
  • Dia Mundial da Prevenção a Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes