RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Hoje na história - Descoberta do elemento químico Laurêncio pelos cientistas Albert Ghiorso, Torbjorn Sikkeland, Almon Larsh e Robert M. Latimer no Laboratório de Radiação Berkeley

Últimas notícias

Hoje na história

RSS
14 de Fevereiro de 1961.

Descoberta do elemento químico Laurêncio pelos cientistas Albert Ghiorso, Torbjorn Sikkeland, Almon Larsh e Robert M. Latimer no Laboratório de Radiação Berkeley


O laurêncio (nome dado em homenagem a Ernest O. Lawrence) é um elemento químico sintético, símbolo Lr , número atômico 103 (103 prótons e 103 elétrons) e com massa atômica [262] u. É um elemento radioativo, de curta-duração, transurânico, último elemento do grupo dos actinídios apesar de estar no bloco d.

Este elemento foi sintetizado a partir do califórnio com íons de Boro, em 1961 no laboratório Berkeley, Califórnia, Estados Unidos, por uma equipe de cientistas liderada por Albert Ghiorso.

O laurêncio foi descoberto por Albert Ghiorso, Torbjorn Sikkeland, Almon Larsh e Robert M. Latimer em 14 de fevereiro de 1961 no Laboratório de Radiação Berkeley (agora denominado Laboratório Nacional Lawrence Berkeley) da Universidade da Califórnia, Berkeley.

O laurêncio foi produzido bombardeando 3 miligramas composta de três isótopos de califórnio com íons de boro-10 e B-11 num Acelerador Linear de Íons Pesados (HILAC). A equipe de Berkeley divulgou que o isótopo 103-257 obtido deteriorou emitindo partícula alfa ( 8,6 M ev ) com meia-vida de 4,2 segundos.

Tags: Química, elemento, descoberta






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 16.08

  • Dia de São Estevão
  • Dia de São Roque
  • Dia do Anjo Elemiah
  • Dia do Filósofo