Últimas notícias

Hoje na história

RSS
Domingo, 04 de Abril de 1581.

Francis Drake, por completar uma circum-navegação da Terra, é sagrado cavaleiro por Elizabeth I

Sir Francis Drake na Abadia de Buckland, óleo sob tela, por Marcus Gheeraerts, o Jovem (século 16)

Sir Francis Drake (Tavistock, c. 1540 — Portobelo, 27 de janeiro de 1596) foi um capitão inglês, vice-almirante do Reino da Inglaterra, corsário e um navegador famoso, e um político da era elisabetana.

A Rainha Elizabeth I condecorou Drake como cavaleiro em 4 de abril de 1581. Ele foi o segundo em comando da frota inglesa contra a Invencível Armada em 1588, subordinado apenas a Charles Howard e à própria rainha. Morreu de disenteria em janeiro de 27 de janeiro de 1596, depois de um ataque fracassado a San Juan, Porto Rico.

Suas façanhas eram lendárias, tornando-o um herói para os ingleses, mas um pirata para os espanhóis, a quem ele era conhecido como El Draque, 'Draque' sendo a pronúncia espanhola 'Drake'. Seu nome em latim era Franciscus Draco ("Francis the Dragon"). O rei Filipe II ofereceu uma recompensa por sua vida de 20.000 ducados, cerca de £4.000.000 (EUA $ 6,5 milhões) pelos padrões modernos. Entre outras coisas, é famoso por ter sido o primeiro inglês a realizar uma volta ao mundo, em 1577-1580.

Biografia

Francis Drake começou seu legado como pirata, trabalhando para Rainha Elizabeth I em 1558.

A rainha o havia contratado por suas habilidades marítimas, para que então pudesse enviá-lo a fazer alianças, criar novas rotas, explorar e trazer dinheiro para a coroa.

Com o sucesso do ataque do istmo do Panamá em 1577, Rainha Elizabeth I ordenou a Drake o início de uma expedição de encontro aos espanhóis ao longo da costa pacífica das Américas.

Drake usou os planos que Sir Richard Grenville recebera de Elizabeth em 1574, que foi anulada um ano depois, depois dos protestos de Filipe II da Espanha.

Junto a Francis Drake, foram contratados grandes navegadores ingleses: John Winter e Thomas Doughty.

Circum-navegação da Terra (1577-1580)

O trio partiu de Plymouth, no dia 15 de novembro de 1577, porém Drake não gostava da ideia de dividir o poder com mais dois homens. Logo as diferenças dos capitães os fizeram fracos e desuniu a tripulação. Controlando a situação com mão forte, Drake conseguiu unir todos os tripulantes e emergiu como o verdadeiro líder.

O mau tempo ameaçou ele e sua frota. Eles foram forçados a se refugiar em Falmouth, Cornwall, de onde eles retornaram para Plymouth para reparos.

Após este grande revés, ele voltou a navegar em 13 de dezembro de 1577 a bordo do Pelican com quatro outros navios e 164 homens.

  • Pelican, de 18 canhões e 100 toneladas;
  • Elizabeth, de 16 canhões e 80 toneladas;
  • Marygold, de 10 canhões e 30 toneladas;
  • Swan, embarcação de suprimentos de 50 toneladas;
  • Christopher, de 15 toneladas.

Partiram todas as embarcações sob o comando de Drake, o que seria uma expedição para o Nilo logo se revelara ser outro destino. Drake queria comandar a navegação para o oceano Pacífico pelo estreito de Magalhães, lugar de má fama que causou contenda na tripulação.


Um mapa da rota de Drake ao redor do mundo. O limite norte da exploração de Drake na costa do Oceâno Pacífico da America do Norte ainda gera controvérsias. A Baía de Drake fica ao sul do Cabo Mendocino.

Ainda no Atlântico oriental, Drake capturou o navio mercante português Mary (anteriormente Santa Maria), ao largo da costa da África, perto das ilhas de Cabo Verde, e obrigou seu capitão Nuno da Silva, que conhecia bem as áreas próximas ao Brasil e o estreito de Magalhães, a ficar com eles e ajudá-lo a navegar naquela região. O navegador português permaneceu com Drake durante 15 meses. A flotilha então atravessou o Atlântico, via ilhas do Cabo Verde, até a costa do Brasil.


Réplica do Golden Hind atracada na doca St Mary Overie, Londres

Título de Cavaleiro

A Rainha Elizabeth I concedeu a Drake o Título de Cavaleiro a bordo do Golden Hind em Deptford em 4 de abril de 1581.


Drake recebe o título de cavaleiro da Rainha Elizabeth I. Placa de bronze de Joseph Boehm, 1883, base da estátua de Drake, Tavistock.

Fonte: Wikipédia


Tags: Francis Drake, Elizabeth I, circum-navegação, corsário, pirata, navegador, almirante






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 18.11

  • Dia da Dedicação das basílicas de São Pedro e São Paulo
  • Dia de Santa Maudez
  • Dia de Santo Edmundo
  • Dia do Anjo Nith-haiah
  • Dia do Conselheiro Tutelar
  • Dia do Tabelião e Registrador