Últimas notícias

Hoje na história

RSS
19 de fevereiro de 1945.

Segunda Guerra Mundial: uma frota americana desembarca na ilha de Iwo Jima, Ocidente do Pacífico, onde encontra feroz resistência japonesa, tomando o controle após um mês de batalha

Bandeira norte-americana sendo cravada em Iwo Jima

A Batalha de Iwo Jima (Operação Detachment) foi travada entre os Estados Unidos e o Japão, entre 19 de fevereiro e 26 de março de 1945, durante a Guerra do Pacífico, na Segunda Guerra Mundial. Como resultado da batalha, os EUA ganharam controle da ilha de Iwo Jima e os campos aéreos localizados nessa mesma ilha.

O combate foi intenso, em parte devido à preparação japonesa, e as tropas norte-americanas capturaram o ponto mais elevado da ilha, o Monte Suribachi, perdendo 6.812 homens. O motivo para a invasão de Iwo Jima era capturar os seus campos aéreos de modo a fornecer um local de aterragem e de reabastecimento para os bombardeiros norte-americanos no avanço para o Japão, enquanto também tornava possível a escolta dos bombardeiros por caças.

A imagem mais famosa desta batalha é o hastear da bandeira norte-americana pelos combatentes do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos no cume do Monte Suribachi.


Memorial que recria a famosa imagem da tomada da ilha e o hasteamento da bandeira americana.

Antecedentes

Nos primeiros dias de 1945, o Japão viu-se à beira de uma possível invasão pelas forças Aliadas. Bombardeamentos diários na ilha principal eram originários das ilhas Marianas, numa operação com o nome de Scavenger. Iwo Jima servia como uma estação de alerta, que reportava movimento aéreo de volta para a ilha principal do Japão. Quando os bombardeiros Aliados chegavam às cidades Japonesas, as defesas antiaéreas já estariam aguardando por eles.

No fim da Batalha do Golfo de Leyte nas Filipinas, os Aliados tinham ficado com dois meses de atraso em suas operações. O plano anterior, a invasão de Okinawa, não era mais aceitável. Mas mesmo assim, a decisão de invadir Iwo Jima foi tomada. A invasão foi chamada de Operação Detachment.

As defesas estavam prontas. A ilha era defendida por 22.000 soldados e estava fortificada com uma rede de bunkers e túneis. O alvo da defesa de Iwo Jima era causar muitas baixas nas forças aliadas e desanimar a invasão da ilha principal. Era esperado que cada soldado morresse pela defesa da pátria, levando 10 soldados inimigos no processo.

Os aliados não queriam apenas Iwo Jima para neutralizar a ameaça aos seus bombardeiros e navios de carga, mas também para usar os seus campos aéreos para bombardear os japoneses e aterragens de emergência. Em 16 de fevereiro de 1945 o USS New York começa um pré-bombardeio contra Iwo Jima.


O USS New York disparando seus canhões de 14 polegadas em Iwo Jima em 16 de fevereiro de 1945. 

Ataque a Iwo Jima

Às 02:00 da manhã de 19 de fevereiro de 1945, navios de guerra assinalaram o início do ataque a Iwo Jima. Em breve 100 bombardeiros atacaram a ilha, em seguida outra rajada de artilharia naval.

Às 08:30, os primeiros dos eventuais 30.000 fuzileiros da 3ª, 4ª e 5ª divisão de fuzileiros, sobre a V Corporação Anfíbia, desembarcaram na ilha Japonesa de Iwo Jima, e a batalha pela ilha começou.


Mapa de Iwo Jima.

Os fuzileiros foram recebidos com fogo pesado proveniente da montanha de Suribachi, ao sul da ilha, e combateram em péssimo terreno; cinza vulcânica áspera que não permitia nenhum movimento seguro ou escavação de uma trincheira. Não obstante, por essa noite a montanha tinha sido cercada e 30.000 fuzileiros navais tinham desembarcado. Aproximadamente 40.000 mais estavam por vir.

O movimento acima de Suribachi foi combatido por cada metro. A artilharia era ineficaz contra os Japoneses, mas os atiradores, lança-chamas e granadas limpavam os bunkers. Finalmente, a 23 de fevereiro de 1945, o cume foi alcançado. O fotógrafo Joe Rosenthal da Associated Press tirou a famosa foto "Raising the Flag on Iwo Jima" (Hasteando a Bandeira em Iwo Jima) da bandeira norte-americana sendo colocada no cume da montanha.


Raising the Flag on Iwo Jima, por Joe Rosenthal / The Associated Press.

Com a área de desembarque segura, mais fuzileiros navais e equipamento pesado chegaram à costa e a invasão procedeu para norte, para capturar as bases aéreas e o resto da ilha. Com a sua bravura habitual, muitos soldados Japoneses combateram até à morte em suas cavernas e trincheiras, impondo feroz resistência ao avanço americano. Segundo relatos, perto do fim da batalha, o general Kuribayashi liderou os últimos defensores da ilha em um ataque Banzai suicida. O general e a maioria dos seus homens acabaram morrendo. De fato, dos mais de 21.800 soldados japoneses em Iwo Jima, apenas 200 foram feitos prisioneiros.

As forças Aliadas sofreram mais de 26.000 baixas, incluindo quase 7.000 mortos. Mais de um quarto das Medalhas de Honra que foram atribuídas a fuzileiros navais norte-americanos durante a Segunda Guerra Mundial foram dadas pela sua conduta em Iwo Jima.

Embora a ilha tenha sido oficialmente declarada segura às 6h00 de 16 de março de 1945, 25 dias após o desembarque das tropas norte-americanas, as tropas do Tenente-general Tadamichi Kuribayashi, comandante japonês na Batalha de Iwo Jima, só foram vencidas definitivamente em 26 de março de 1945, data em que a ilha de Iwo Jima foi declarada segura pelos norte-americanos.

O memorial da Corporação de Infantaria da Marinha dos Estados Unidos, nos arredores de Washington, memoriza a todos os fuzileiros navais norte-americanos com uma estátua da famosa fotografia.

Conforme o planejado, os Estados Unidos passaram a usar Iwo Jima como uma base avançada para sua força aérea com o propósito de bombardear as cidades japonesas de modo mais eficiente. Apesar do aparente valor estratégico da ilha, muitos questionam se o preço pago para conquista-la valeu a pena no quadro geral da guerra. Ainda assim, até os dias atuais, o combate em Iwo Jima é considerado um dos pontos altos da história do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos.

Cerca de cinco meses após a queda de Iwo Jima, o Japão se rendeu.

Fonte: Wikipédia


Tags: Segunda Guerra Mundial, Iwo Jima, Operação Detachment, Guadalcanal






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 24.08

  • Dia da Festa de Oxumarê
  • Dia da Infância
  • Dia de São Bartolomeu
  • Dia do Anjo Hahahiah
  • Dia do Artista