Últimas notícias

Hoje na história

RSS
20 de fevereiro de 1431.

Morre o Papa Martinho V

Martinho V, 206º Papa da Igreja Católica

O Papa Martinho V, nascido Oddone Colonna (Genazzano, 1365/1368 — Roma, 20 de fevereiro de 1431) foi o 206º Papa da Igreja Católica Apostólica Romana eleito em 11 de novembro de 1417 no Concílio de Constança, com o qual terminou o Grande Cisma do Ocidente da Igreja.

Biografia

Filho de Agapito Colonna, Senhor de Genazzano, Capranica Prenestina, San Vito e Ciciliano desde 1374, falecido depois de 23 de maio de 1398, e de sua mulher Caterina Conti, foi Protonotário Apostólico e Cardeal com o título de San Giorgio al Velabro desde 12 de junho de 1405. Papa Martinho V desde 11 de novembro de 1417, foi consagrado em Constança a 21 de novembro de 1417.

Eleito de harmonia com os cânones do Concílio de Constança, ficou condicionado pelas respectivas conclusões, em contraste com os seus desígnios de soberania pontifícia não colegial. Além disso, aquela época foi agitada pela persistência de Benedito XIII e do sucessor deste, Clemente VIII, os papas refugiados em Peñíscola, no leste da Espanha, que mantiveram, até à abdicação deste último, algumas dioceses de Aragão e do Sul da França sob a sua direta influência. Além disso, cinco anos depois da dissolução do Concílio de Constança, Martinho V foi obrigado a convocar outro concílio, em Pavia, que teve escassas reuniões devido a uma epidemia. Por isso, convocou outro, em Basileia, sete anos mais tarde, onde não pôde comparecer porque faleceu de apoplexia a seguir à respectiva convocatória. Em seguida passou a apoiar a tese da superioridade do papa sobre o concílio, que antes negava e, com o fim do Concílio de Constança (1418), deixou aquela cidade para dirigir-se a Mântua e a Florença, fixando-se, por fim, em Roma (1420). Embora não fosse muito propenso às mudanças e reformas, foi bom administrador e contribuiu para a reconstrução e o embelezamento da cidade de Roma. Foi protetor das artes, quando começava o Renascimento, celebrou o 5.º Ano Santo (1423) e, pela primeira vez, abriu-se a Porta Santa na Basílica de São João de Latrão. Também foi durante seu pontificado que aconteceu a célebre aventura de Joana D'Arc.

O papa de número 206, faleceu em 20 de fevereiro de 1431, em Roma e foi sucedido por Eugênio IV (1431-1447). Durante quatro séculos, depois do Grande Cisma do Ocidente, com a eleição de deste papa no Concílio de Constança (1417), todos os conclaves foram realizados em Roma, com exceção de Pio VII. Os dois primeiros, após o Cisma, foram realizados no convento dos Dominicanos, de Minerva.

Fonte: Wikipédia


Tags: Papa, vaticano, igreja, catolicismo, Avinhão, Avignon, antipapa, cisma






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 17.10

  • Dia da Indústria Aeronáutica Brasileira
  • Dia de Santo Inácio de Antioquia
  • Dia do Anjo Manakel
  • Dia do Eletricista
  • Dia Nacional da Vacinação