RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Notícias - Obama comuta pena de Chelsea Manning, fonte do WikiLeaks

Últimas notícias

Notícias

RSS
18.01.2017 | Mundo

Obama comuta pena de Chelsea Manning, fonte do WikiLeaks

Chelsea Manning, que foi detida como Bradley Manning, foi condenada por divulgar 700 mil documentos secretos americanos. Reuters

A mulher-soldado americana foi condenada a 35 anos de prisão por vazar milhares de informações ultra-secretas para o site de notícias WikiLeaks, de Julian Assange.Chelsea tentou o suicídio duas vezes no ano passado.

Nesta terça-feira (17), o presidente americano Barack Obama perdoou a militar que vazou informações para o site WikiLeaks, Chelsea Manning. Ela será libertada no próximo dia 17 de maio, segundo a Casa Branca.

A militar transexual, de 28 anos, que antes se chamava Bradley Manning, havia sido condenada em agosto de 2013 a 35 anos de prisão por vazar mais de 700 mil documentos confidenciais para o WikiLeaks.

A sentença severa punia Chelsea por ter revelado os abusos dos Estados Unidos no Iraque e no Afeganistão, colocando o seu país em perigo.

Na semana passada, WikiLeaks afirmou que seu fundador, o australiano Julian Assange, aceitaria ser extraditado para os Estados Unidos se Barack Obama fosse clemente com Chelsea Manning.

Assange está refugiado na embaixada do Equador em Londres desde junho de 2012. Ele quer evitar uma extradição para a Suécia, onde é acusado de estupro, o que ele nega.

Na realidade, Assange teme que a Suécia o extradite para os Estados Unidos, onde ele seria julgado pela publicação de milhares de documentos militares e diplomáticos divulgados por Chelsea Manning.

Fonte: Rádio França Internacional


Tags: Obama, Chelsea Manning, WikiLeaks, Assange





Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

notícias Relacionadas

Comemoramos hoje - 19.07

  • Dia da Caridade
  • Dia de São ímaco (Papa)
  • Dia de São Símaco
  • Dia do Anjo Vehuel
  • Dia Nacional do Futebol