RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Notícias - Macron e Le Pen vão para o segundo turno da eleição presidencial francesa

Últimas notícias

Notícias

RSS
24.04.2017 | Eleições

Macron e Le Pen vão para o segundo turno da eleição presidencial francesa

Emmanuel Macron e Marine Le Pen vão disputar o segundo turno da eleição presidencial francesa dia 7 de maio. FMM

Os resultados do primeiro turno da eleição presidencial francesa confirmam a vitória de Emmanuel Macron e Marine Le Pen. Os números divulgados às 20h em Paris (15h em Brasília) acabam com o suspense de uma das eleições mais incertas dos últimos 50 anos no país. O segundo turno será realizado no dia 7 de maio.

Segundo os primeiros resultados, o ex-ministro da Economia Emmanuel Macron, de 39 anos, teve 23,7% dos votos, e a líder da extrema-direita Marine Le Pen, de 48 anos, obteve 21,7%. Eles deixam para trás o ex-primeiro-ministro conservador François Fillon e o líder da esquerda radical Jean-Luc Mélenchon, quase empatados com cerca de 19% dos votos. Já o candidato socialista Benoît Hamon ficou quinto lugar com 6,2% dos votos. 

Cerca de 47 milhões de franceses foram convocados para a primeiro turno da eleição presidencial neste domingo (23). Três horas antes do fim da votação, a participação era de 69,42%, um pouco abaixo do registrado no mesmo horário na eleição passada, em 2012 (70,59%). Porém, os índices são os mais elevados dos últimos 40 anos.

Como o voto não é obrigatório na França, todos estavam muito atentos ao índice de participação no pleito. De acordo com vários institutos de pesquisas, a previsão total de abstenção é entre 19% a 22%.

Esse ano, o voto foi encerrado às 19h (14h em Brasília), uma hora mais tarde que o habitual. Porém, nas grandes cidades como Paris, Toulouse ou Marselha, foi possível votar até às 20h (15h em Brasília).

Um dos dois candidatos vai substituir o socialista François Hollande, após cinco anos de mandato marcados por crise econômica, desemprego e atentados terroristas.

Eleição marcada pelo medo do terrorismo

Esta é a primeira vez que uma eleição presidencial acontece na França com o país sob estado de emergência, decretado após os ataques de novembro de 2015 em Paris. O pleito também é realizado três dias após um tiroteio no centro de Paris e menos de uma semana após a detenção em Marselha (Sul) de dois homens suspeitos de planejar um atentado.

Temendo novos ataques, as autoridades mobilizaram mais de 50 mil policiais e agentes em todo o país, apoiados por 7 mil militares. Nenhum incidente grave foi registrado durante o pleito. A única exceção foi um protesto de militantes do grupo feminista Femen, que criaram tumulto pouco antes do voto da candidata da extrema-direita, Marine Le Pen, em Hénin-Beaumont (norte). As ativistas em topless usavam máscaras com o rosto da líder extremista e do presidente norte-americano Donald Trump.

Fonte: Rádio França Internacional


Tags: Eleições, França, Europa, UE, Emmanuel Macron, Marine Le Pen





Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

notícias Relacionadas

Comemoramos hoje - 24.01

  • Data Alusiva ao 1º Fórum Social Mundial - Porto Alegre
  • Dia de de São Paulo
  • Dia do Carteiro
  • Dia dos Telégrafos