RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Notícias - Na contramão da crise, Exatron cresce 5% e aumenta o nível de emprego

Últimas notícias

Notícias

RSS
08.09.2017 | Economia

Na contramão da crise, Exatron cresce 5% e aumenta o nível de emprego

Régis Haubert, diretor da Exatron Produtos Inteligentes

Enquanto o mercado nacional de eletroeletrônicos vem apresentando queda, a gaúcha Exatron Produtos Inteligentes, de Porto Alegre, registrou crescimento de 5% em termos de faturamento no primeiro semestre. Com 170 funcionários, a empresa também aumentou em 5% seu nível de emprego vislumbrando o lançamento de uma nova linha de produtos.

 “A Exatron está vivendo uma curva de crescimento mesmo nos anos de crise. E isso se deve a uma série de ações previstas em nosso planejamento estratégico”, afirma o diretor Régis Haubert.

Também diretor regional da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), Haubert sustenta que a ousadia pode ser a luz no fim do túnel em momentos de retração de mercado. “Quando se ouve falar em crise, a primeira reação que a maioria dos empresários tem é frear ou tirar o pé do acelerador. A Exatron costuma ser proativa. Em 2015, quando a crise começou a se instaurar no país, resolvemos acelerar e ganhar mercado de quem preferiu se retrair. Com isso, conquistamos participação de mercado”, explica.

No ano passado, enquanto o setor eletroeletrônico encolheu 7%, a Exatron cresceu 14%. A visão mercadológica do setor precisa ser otimizada, segundo o gestor. “Somos muito bons em tecnologia, mas precisamos focar cada vez mais em aumentar a participação de mercado. E para isso as demandas precisam vir do marketing e do comercial, e não da área técnica. Em 2015 quando a crise se estabelecia seguimos com nosso planejamento dos investimentos em pesquisa e desenvolvimento com foco na inovação, e não o contrário, sustentando nosso crescimento”.

Para os próximos anos, a empresa quer retomar os 20% de crescimento que registrou em 2015. Até a metade de 2018, também deve ampliar suas operações, com a ida de sua sede para o Parque de Inovação de Canoas, cujas obras estão em andamento.

Emprego

A empresa planeja novas contratações até o fim do ano, com o lançamento de sua nova linha de automação residencial, a MyHouse, que promete desmistificar a automação residencial como algo complicado e de custo elevado.

Segundo Haubert, as áreas em que mais se empregam na Exatron são as de produção e engenharia de produto. Neste momento, há cinco vagas a serem preenchidas para o setor de produção. Para se candidatar basta ter ensino médio completo. Interessados em trabalhar na empresa devem escrever para rh@exatron.com.br.

Fonte: AlfaBeta Comunicação Estratégica


Tags: Exatron, Régis Haubert, economia, Abinee, eletroeletrônica





Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

notícias Relacionadas

Comemoramos hoje - 11.12

  • Dia da Unicef
  • Dia de São Barnabé
  • Dia do Agrônomo
  • Dia do Arquiteto
  • Dia do Engenheiro
  • Dia do Tango