Últimas notícias

Colunistas

RSS
Grêmio segue no G-4

Ilgo Wink

22.07.2012

Grêmio segue no G-4

Três vitórias seguidas no Brasileirão. Está aí algo para ser comemorado, sem excessos, porque a competição é longa, desgastante, e é incomum uma equipe repetir a mesma formação duas ou três vezes consecutivas. A fórmula para fazer campanha de alta performance é um grupo qualificado.

O Grêmio tem um time em condições de brigar pelo título. Três vitórias seguidas, completadas por esta no Engenhão sobre o Botafogo, na estreia de Seedorf, é para dar mais confiança ao time e aumentar a auto-estima da torcida.

O problema está no grupo, mas quais equipes contam hoje com um grupo de 15 jogadores em nível de titularidade? Todos têm suas carências. Assim, a coisa fica equilibrada.

Mas não tem como deixar de registrar que o Grêmio com Elano e Zé Roberto é um, sem os dois é outro. Quando entraram Marquinhos e Léo Gago o meio-campo foi amplamente dominado e o Botafogo só não empatou por imperícia nas conclusões, pelas defesas de Marcelo Grohe e também porque Gago tirou uma bola de cima da risca. Há que se destacar a atuação valente de Wilson.

Zé Roberto reafirmou que tem dificuldade para manter um nível competitivo durante 90 minutos. Elano também sentiu. Assim, foram naturais as substituições. Não há o que contestar. Marquinhos e Gago são o que a casa oferece. E vamos, então, conviver com isso.

Riquelme estava aí disponível, mas os doutos da direção gremista e parte da torcida não se entusiasmaram com a ideia. São pessoas que acreditam que Marquinhos e Léo Gago podem resolver na ausência dos titulares.

O futebol se ganha nos detalhes, tanto os de dentro de campo como os de fora.

Menos mal que Facundo está retornando, e passa a ser mais uma opção para Luxemburgo, que gostou de ter o argentino de volta, pelo que ouvi nas entrevistas.

Ouvi também o Luxemburgo brincando com algo muito sério: as festas de Marcelo Moreno. Desde que ele sentiu a pressão sobre eventuais noitadas insones, os gols começaram a aparecer, além de um futebol melhor. Aí o treinador lembra isso e brinca dizendo que a torcida até vai apoiar as festas de Moreno pelos gols que marcou.

Moreno, em forma e dedicado, é um ótimo atacante. No gol que marcou, teve força, agilidade e talento para concluir, após um lançamento de primeira, genial, do Zé Roberto, encontrado na área pelo Elano.

Falta resolver a questão das laterais. Pará, pelo jeito, vai ser efetivado na direita. Pico na esquerda. Os dois não são muito confiáveis, mas se esforçam e mantém um padrão próximo do médio – estou reduzindo meu nível de exigência. Edilson e Júlio César precisam voltar logo.

GOLEADA

Já Fernandão estreou com goleada. O adversário, lanterna do campeonato, estava desfalcado. Quase tanto quanto o Inter. Mas o time dos guris colorados foi sempre melhor. No primeiro tempo, penou um pouco. Fez 1 a 0 e logo cedeu o empate. Depois, no segundo tempo, a goleada veio ao natural.

Mas ficou nítido que com esse time o Inter não tem condições de disputar o título, grande sonho colorado. Em breve, o time será reforçado. E aí veremos qual o seu verdadeiro potencial.

No momento, se existe um clube gaúcho em condições de disputar o título este é o Grêmio.


Tags: Ilgo Wink, opinião, futebol, Grêmio, Inter


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 23.09

  • Dia de São Lino
  • Dia do Anjo Mikael
  • Dia do Soldador
  • Dia Interamericano de Limpeza e Cidadania
  • Início da Primavera