Últimas notícias

Colunistas

RSS
Tancredo, Koff e a Libertadores

Ilgo Wink

22.12.2012

Tancredo, Koff e a Libertadores

Um golpe de mestre. É o mínimo que se pode dizer da ação ágil e eficaz do presidente Fábio Koff na Conmebol, evitando a punição a Elano, que ficaria de fora dos jogos iniciais da Libertadores.

Elano só vai jogar graças a Koff, que usou todo seu prestígio e sua experiência para convencer o presidente vitalício e seus velho conhecido, Nicolás Leoz, que Elano não havia feito nada daquilo que as imagens de TV ‘parecem’ mostrar.

É com um presidente assim que se começa a vencer uma competição pantanosa como é a Libertadores.

A Libertadores não é para neófitos ou presidentes envolvidos com outras atividades.

Libertadores exige e cobra dedicação total.

A iniciativa mais do que bem-sucedida de Koff, Rui Costa e Luxemburgo – cuja presença também foi muito importante no Paraguai – me fez lembrar de outro homem público: o astuto Tancredo Neves.

Na eleição de 1984, Tancredo enfrentou Paulo Maluf, que dispensa apresentações, um sujeito tão ardiloso e escorregadio que de inimigo número 1 do PT passou a amigo e parceiro eleitoral.

Tancredo lançou sua candidatura e esperou a reação de Maluf, que veio dois dias depois:

— Sou imbatível — provocou Maluf, desdenhando o adversário.

A resposta de Tancredo só veio no dia seguinte:

— Até agora ele só enfrentou amadores.

Tempos depois, alguém perguntou por que ele havia demorado para dar o troco. Tancredo sorriu aquele sorriso de mineiro curtido pela vida:

— É melhor aparecer sozinho na primeira página.

Voltando para a exitosa operação de guerra deflagrada por Koff, ele não foi destacado em nenhum momento pela imprensa, que simplesmente noticiou a absolvição de Elano e a condenação de três menos votados. O importante mesmo era e é contar com Elano já no primeiro confronto com a LDU.

Koff não ganhou a primeira página, mas o resultado de sua investida, sim.

Outra iniciativa importante: o time viaja uma semana antes do jogo para o Equador.

Quer dizer, o Grêmio está compenetrado, está focado.

Agora, só falta qualificar o time.

Ah, pra quem não sabe ou não lembra: Tancredo bateu Maluf.

RAIVA

Percebo em alguns setores um certo descontrole diante da absolvição de Elano. Entre os colorados mais identificados a reação é raivosa. A secação não deu certo.

Começo a desconfiar que o Inter vai recorrer da decisão da Conmebol…


Tags: Ilgo Wink, opinião, futebol, Grêmio, Inter


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 23.09

  • Dia de São Lino
  • Dia do Anjo Mikael
  • Dia do Soldador
  • Dia Interamericano de Limpeza e Cidadania
  • Início da Primavera