Últimas notícias

Hoje na história

RSS
19 de janeiro de 2000.

Morre o ex-premiê italiano Bettino Craxi


Bettino Craxi (Milão, 24 de Fevereiro de 1934 - Hammamet, Tunísia, 19 de Janeiro de 2000) foi um político italiano. Ocupou o cargo de primeiro-ministro da Itália.

Foi o primeiro socialista, na história da república italiana a ocupar o cargo de primeiro-ministro.

Permaneceu durante a maior parte de sua vida no PSI. Ascendeu rapidamente no partido. Em 1968 foi eleito deputado e imediatamente foi nomeado vice-secretário nacional.

Em 1976, em plena crise interna, foi eleito secretário-geral em substituição a Francesco De Martino. Inicia assim sua longa liderança do PSI, em que pese ser considerado um secretário de transição pela velha guarda socialista.

Em 1983 foi eleito premiê com o apoio da aliança formada pelo PSI, DC, PSDI, PRI e PLI. Entre suas principais políticas destacaram-se a assinatura de um novo acordo com a Santa Sé em 1984, a entrada de Itália no G7 e uma nova política de impostos.

A corrente política de Craxi dominava completamente o PSI, salvo pela corrente mais esquerdista do PSI dirigida por Riccardo Lombardi, que acusava o premiê de ser de direita. Este domínio quase absoluto permitiu a Craxi levar o partido a suas posições moderadas dentro da social-democracia.

Sua queda ocorreu em 1992, com a iniciativa judicial denominada Operação Mãos Limpas, que tentou acabar com a corrupção imperante na política italiana. Craxi, apontado entre os corruptos, teve que se demitir de seu cargo, num*PSI que não demoraria em desaparecer.

Craxi muda-se para a Tunísia fugindo da justiça, morrendo em 2000 na cidade litorânea de Hammamet.


Tags: Premiê, Itália, primeiro-ministro






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 30.07

  • Aniversário do poeta Mário Quintana
  • Dia de São Pedro Crisólogo
  • Dia do Anjo Mitzrael