Últimas notícias

Hoje na história

RSS
06 de março de 1853.

Estreia da ópera 'La Traviata' de Giuseppe Verdi, no Teatro La Fenice em Veneza, na Itália. Foi um fiasco

Cartaz da estreia da ópera 'La Traviata' de Giuseppe Verdi, no 'Teatro La Fenice' em Veneza, na Itália.

La traviata (em português significa figurativamente, "A mulher caída") é uma ópera em quatro cenas (três ou quatro atos) de Giuseppe Verdi com libreto de Francesco Maria Piave. Foi baseada no romance A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas Filho. Estreou a 6 de março de 1853 no Teatro La Fenice, em Veneza.

Histórico da estreia

A plateia zombou algumas vezes durante a estreia, dirigindo um pouco de seu desprezo pelo elenco liderado pela soprano Fanny Salvini-Donatelli no papel principal de Violetta. Embora ela fosse uma cantora aclamada, eles a consideravam muito velha (aos 38 anos) e muito acima do peso para interpretar de forma credível uma jovem morrendo de tuberculose. (Verdi já havia tentado persuadir o gerente do La Fenice a relançar o papel com uma mulher mais jovem, mas sem sucesso.) No entanto, o primeiro ato foi recebido com fortes aplausos no final; Mas no segundo ato, o público começou a se voltar contra a performance, especialmente depois do canto do barítono Felice Varesi e do tenor Lodovico Graziani. No dia seguinte, Verdi escreveu a seu amigo Emanuele Muzio no que agora se tornou talvez sua mais famosa carta: "La traviata, na noite passada, foi um fracasso ... A culpa foi minha ou dos cantores? O tempo dirá".

Coincidentemente, como indica Philips-Matz, uma tradução italiana da peça A Dama das Camélias estava sendo apresentada próximo ao Teatro La Fenice.

Embora houvesse demandas de produções por parte de empresários em várias cidades italianas, Verdi não gostava de permiti-las, a menos que pudesse ter certeza da capacidade dos cantores, e apesar de suas súplicas, o compositor recusou.

Como observa Budden, veio a ser Veneza "que fez uma mulher honesta de Violetta" quando Verdi permitiu uma performance no Teatro San Benedetto. Algumas revisões ocorreram entre 1853 e maio de 1854, afetando principalmente os atos 2 e 3, mas a ópera foi apresentada novamente em 6 de maio de 1854, sendo um grande sucesso, em grande parte devido a interpretação de Maria Spezia-Aldighieri da personagem Violetta. "Então [referindo-se às apresentações de La Fenice] foi um fiasco, agora criou um furor, tire suas próprias conclusões!" Relatou Piave (que tinha supervisionado a produção na ausência de Verdi).

A ópera (na versão revista) foi apresentada pela primeira vez em Madri em 1º de fevereiro de 1855 com Maria Spezia-Aldighieri, no Teatro Real. Em Viena, foi apresentada a 4 de maio de 1855, em italiano, e em Barcelona, no dia 25 de outubro de 1855, no Grande Teatro do Liceu. Foi primeiramente apresentada na Inglaterra em 24 de maio de 1856, em italiano, no Her Majesty's Theatre, em Londres, onde foi considerado moralmente questionável.

A estreia nos Estados Unidos foi realizada pela companhia de ópera italiana de Max Maretzek em 3 de dezembro de 1856, em italiano, na academia de música em New York.

A ópera foi apresentada pela primeira vez na França em 6 de dezembro de 1856, em italiano, pelo Comédie-Italienne na Salle Ventadour em Paris, e em 27 de outubro de 1864, em francês, no Théâtre Lyrique na Place du Châtelet com Christina Nilsson no papel-título.

Fonte: Wikipédia


Tags: Veneza, Verdi, ópera, Nabucco, Nabucodonosor, La traviata






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 20.04

  • Dia do Diplomata
  • Dia do Disco
  • Santa Inês de Montepulciano