Últimas notícias

Hoje na história

RSS
18 de julho de 1980.

Encerradas as transmissões da TV Tupi, primeira emissora de televisão brasileira, segunda da América, primeira da América Latina e também do Hemisfério Sul e a quarta do Mundo

Logo da antiga TV Tupi

A TV Tupi São Paulo foi a primeira emissora de televisão brasileira, com sede na cidade de São Paulo. Emissora própria e geradora da Rede Tupi de Televisão. Foi a segunda da América, a primeira da América Latina e também do Hemisfério Sul e a quarta do Mundo (depois de EUA, Inglaterra e França).

Foi inaugurada em 18 de setembro de 1950 por Assis Chateaubriand, sendo a única emissora de televisão em todo o Brasil até o início de 1951, quando foi inaugurada a TV Tupi Rio, outra emissora própria dos Diários Associados. O monopólio como única emissora de São Paulo foi quebrado em 1952 com a inauguração da TV Paulista, canal 5 VHF. A Tupi SP operou no canal 3 até 1960 passando a operar no canal 4 até seu fechamento, em 18 de julho de 1980, quando a Tupi SP e mais seis concessões da Rede Tupi foram cassadas.

Desde 1981, um pouco mais de um ano do fechamento da Rede Tupi, o empresário Sílvio Santos adquiriu a concessão pelo Governo Federal, daí o canal 4 de São Paulo passou a ser SBT São Paulo, geradora do Sistema Brasileiro de Televisão. O prédio construído por Assis no alto do Sumaré, também foi sede da MTV Brasil, sob domínio do Grupo Abril até setembro de 2013.

Inicia a inauguração da transmissão

"Está no ar a TV no Brasil", frase dita por Sônia Maria Dorce, então com 5 anos, como uma indiazinha com um cocar e uma tiara de anteninha na cabeça, como a logomarca.

Sua imagem é a primeira a aparecer na TV brasileira.


Sônia Maria Dorce

Uma jovem atriz chamada Yara Lins foi convocada especialmente para dizer o prefixo da emissora – PRF3 Canal 3 de São Paulo (tempos depois é que mudou para o Canal 4).

Foi o segundo rosto a aparecer na televisão brasileira, no dia 18 de setembro de 1950.


Yara Lins diz especialmente o prefixo da emissora: PRF-3.

A jovem atriz foi convocada especialmente para dizer o prefixo da emissora - PRF-3 - e o de uma série de rádios que transmitiam em cadeia o acontecimento. Ela iniciou dando os prefixos de todas as rádios dos Diários e Emissoras Associadas do Brasil!

As do Rio de Janeiro, de São Paulo, de Minas Gerais, do Nordeste, do Sul..., de todas!

Ela não sabia como decorou todos esses prefixos, sendo que um erro qualquer seria fatal! Yara Lins não parou só nos prefixos, continuando, Os três últimos seriam:

..."PRF-3 Rádio Difusora, São Paulo; PRG-2 Rádio Tupi São Paulo e PRF-3 TV Tupi São Paulo".

" - Senhoras e Senhores telespectadores, boa-noite; a PRF 3 TV - Emissora Associada de São Paulo orgulhosamente apresenta, neste momento, o primeiro programa de televisão da América Latina".

Em cerimônia solene que contou com um hino especialmente composto para a ocasião, chamado "A Canção da TV", na inauguração a cerimônia teve como anfitrião o jornalista Arnaldo Nogueira e também deveria ser apresentado por Hebe Camargo, que não pode comparecer e Lolita Rodrigues a substituiu e cantou o "Hino da Televisão", logo após a apresentação de Yara Lins.

Precisamente, às 17h, Homero Silva convida Lolita Rodrigues a cantar "O Hino da TV" ou "Canção da TV"; composto especialmente por Marcelo Tupinambá, com letra de Guilherme de Almeida.

Às 22h – uma hora depois do previsto – uma breve apresentação inaugurou oficialmente a TV Tupi.

Senhoras e senhores, boa noite. A PRF3-TV, Emissora Associada de São Paulo, orgulhosamente apresenta neste momento o primeiro programa de televisão da América Latina”.

Foram as palavras que antecederam a apresentação de TV na Taba, que contou com a participação de Lima Duarte, Lolita Rodrigues, Mazzaropi e Walter Foster, entre outros artistas.

29 Anos e Dez Meses Depois

No último ano da Tupi, em 1980, os profissionais da Tupi fizeram uma grande festa de 25 anos dos dois programas apresentados pelo casal. Foi uma festa enorme, com direito à homenagens e recordações dos primeiros programas de Aírton e Lolita.

Em 16 de julho de 1980, apenas dois meses antes de completar 30 anos no ar, a Rede Tupi tem 7 de suas 10 concessões declaradas peremptas (termo jurídico que significa "não-renovável") pelo Governo Federal, a decisão foi publicada no Diário Oficial, no dia seguinte.

Minutos antes do meio dia de 18 de julho de 1980, três engenheiros do Departamento Nacional de Telecomunicações (Dentel) subiram ao décimo andar do edifício-sede da TV Tupi de São Paulo, na avenida Professor Alfonso Bovero, nº 52, no bairro do Sumaré, e lacraram os transmissores. Saíam também do ar a TV Tupi do Rio, a TV Itacolomi de Belo Horizonte, a TV Marajoara de Belém, a TV Piratini de Porto Alegre, a TV Ceará de Fortaleza, e a TV Rádio Clube do Recife.

Durante a manhã do dia 18 de julho de 1980, o processo de lacração da prosseguiu em outros pontos do país: às 9h20min foi a vez da TV Marajoara – Belém/PA; às 10h27min, TV Itacolomi – Belo Horizonte/MG; às 10h50min, TV Rádio Clube – Recife/PE; às 11h19min, TV Ceará – Fortaleza/CE e às 11h55min, TV Piratini – Porto Alegre/RS.

Um delegado da Polícia Federal e mais quatro agentes davam proteção aos engenheiros. Era o fim da Tupi. A emissora saía do ar exatamente 29 anos e dez meses depois de sua inauguração.

Das sete concessões declaradas peremptas, a última que saiu do ar foi a TV Tupi do Rio de Janeiro.

Em 17 de julho de 1980, os funcionários da estação iniciaram uma vigília de 18 horas, comandada pelo apresentador Jorge Perlingeiro, com o objetivo de impedir que o canal fosse fechado.

Várias personalidades, como o cantor Agnaldo Timóteo e o humorista Costinha deram apoio aos funcionários. Mas nada adiantou.

Terminava assim a primeira emissora de televisão do Brasil e da América Latina.

Fonte: Wikipédia  e Blog da TV Tupi


Tags: televisão, Rede Tupi, Tupi, Diários Associados, Chatô, Assis Chateaubriand, TV Tupi






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 17.06

  • Dia de São Bessário
  • Dia do Anjo Lauviah
  • Dia do Funcionário Público Aposentado
  • Dia Mundial de Combate à Desertificação e à Seca (ONU)