Últimas notícias

Hoje na história

RSS
21 de outubro de 1805.

Guerras Napoleônicas: na Guerra da Terceira Coalizão, a Inglaterra vence os franco-espanhóis na Batalha de Trafalgar

Batalha de Trafalgar

A Batalha de Trafalgar foi uma batalha naval que ocorreu entre a França e Espanha contra o Reino Unido, em 21 de outubro de 1805, na era napoleônica, ao largo do cabo de Trafalgar, na costa espanhola. A esquadra franco-espanhola era comandada pelo almirante Villeneuve, enquanto que a britânica era comandada pelo almirante Nelson, para muitos o maior gênio em estratégia naval que já existiu. A França queria invadir o Reino Unido pelo Canal da Mancha, mas antes tinha que se livrar do empecilho que era a marinha britânica. Nelson tinha que evitar isso.

A Batalha

A batalha progrediu em grande parte de acordo com o plano de Nelson. Às 11:45, Nelson enviou o famoso sinal de bandeira: England expects that every man will do his duty ("A Inglaterra espera que cada homem cumpra com o seu dever").


O famoso sinal de Nelson, " A Inglaterra espera que cada homem cumpra com o seu dever ", na Batalha de Trafalgar, por J. M. W. Turner (óleo em tela, 1822–1824) mostra as três letras de deste famoso sinal hasteadas no HMS Victory.

Tudo ocorreu perfeitamente para os ingleses, com vários barcos inimigos afundados ou capturados, graças à perícia dos marujos ingleses no manejo dos canhões. No entanto, Nelson morreu na batalha, atingido por uma bala de mosquete das velas de gávea do francês Redoutable que no momento varria o Victory de popa a proa. A nau de Nelson perdeu 57 homens, incluindo o próprio comandante, e teve 102 feridos. O Redoutable, em contraste, teve 22 de seus 64 canhões desmontados e, de uma tripulação de 643, houve 487 mortos e 81 feridos. Esse enorme índice de baixas francesas é um reflexo da eficácia da artilharia inglesa. Quem assumiu o comando da frota inglesa foi o vice-almirante Cuthbert Collingwood, da nau capitânia Royal Sovereign. Após a batalha, uma tempestade alcançou a frota inglesa, que acabou perdendo grande parte dos navios recém conquistados, já muito destroçados.


Situação dos navios na Batalha de Trafalgar, às 13 horas de 21 de outubro de 1805.

Consequências

Napoleão perdeu o controle do Atlântico, e não pôde atacar a Inglaterra, na sua tão desejada “Campanha da Bolonha”. Nelson, por outro lado, se tornou um dos maiores heróis ingleses de todos os tempos, morrendo na batalha. Pierre Villeneuve foi feito prisioneiro e levado para Inglaterra. E foi essa vitória que talvez tenha possibilitado, segundo alguns autores, o contra-ataque francês na península Ibérica. E também a retirada estratégica da família real portuguesa dos Bragança para o Brasil e que terminou por desenvolver no brasileiro o verdadeiro espírito real de independência (algo altamente questionável já que não foi este fato que provocou os movimentos de independência no Brasil, como a Inconfidência Mineira em 1789, a Conjuração Baiana de 1798 e a Revolução Pernambucana de 1817), capitaneado por um nobre dessa dinastia, D. Pedro de Alcântara, em 7 setembro de 1822.

Fonte: Wikipédia


Tags: Batalha de Trafalgar, Napoleão, Napoleão Bonaparte, Horatio Nelson, Trafalgar






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 24.10

  • Dia das Nações Unidas – ONU
  • Dia do Arcanjo Rafael
  • Dia Internacional das Missões