Últimas notícias

Hoje na história

RSS
03 de novembro de 0361.

Morre Constâncio II, imperador romano

Busto de Constâncio II, Museu de Arqueologia da Universidade da Pensilvânia

Flávio Júlio Constâncio conhecido como Constâncio II (em latim: Flavius Iulius Constantius; 7 de agosto de 317 — 3 de novembro de 361), segundo filho de Constantino I, o Grande, com sua segunda esposa, Fausta, governou o Império Romano do Oriente, em Constantinopla, de 22 de maio de 337 a 3 de novembro de 361.

Após a morte de Constantino I, o Império Romano foi dividido em três regiões administrativas diferentes e governado por seus três filhos. O mais velho, Constantino II, governou a parte Ocidental, que abrangia a Hispânia e a Gália, com capital em Augusta Treveroro (atual Tréveris). Constante I, o terceiro filho, governou a parte central (Itália e Ilíria), com capital em Mediolano (atual Milão).

Ascensão ao trono

Constantino I, o Grande morreu a 22 de maio de 337, quando preparava uma campanha militar contra os sassânidas: não nomeou o seu sucessor, mas a situação viu o poder repartido entre os seus césares. Constâncio, que estava comprometido na Mesopotâmia setentrional a supervisionar a construção de fortificações fronteiriças, apressou-se a voltar a Constantinopla, onde organizou e presenciou a cerimônia fúnebre do pai: com este gesto reforçou o seu direito como sucessor e obteve o apoio do exército, componente fundamental da política de Constantino.

Durante o verão de 337, houve um massacre por mãos do exército, dos membros masculinos da dinastia Constantiniana e de outros representantes de grande relevo do estado: apenas os três filhos de Constantino e dois de seus netos crianças (Galo e Juliano, filhos do meio-irmão Júlio Constâncio) foram poupados. As razões por trás deste massacre não são claras: de acordo com Eutrópio Constâncio não estava entre os seus promotores, mas não estava tão certo deste se opor a ela e perdoar os assassinos; Zósimo afirma que Constâncio foi o organizador do massacre. Em setembro do mesmo ano, os restantes três césares (Dalmácio tinha sido vítima da purga) reuniram-se em Sirmio na Panônia, onde a 9 de setembro de 337 foram aclamados imperadores pelo exército, e dividiram o império: Constâncio viu reconhecida a soberania do Oriente.

A divisão de poder entre os três irmãos não durou muito tempo: Constantino II morreu em 340, enquanto ele tentava derrubar Constante, e Constâncio ganhava os Balcãs; Constante foi derrubado em 350 pelo usurpador Magnêncio, e Constâncio torna-se o único imperador.

Fonte: Wikipédia


Tags: Flávio Júlio Constâncio, Constâncio II, Imperador Romano, César, Constantino, Império Romano, Imperador, Império Romano do Oriente, Constante






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 29.11

  • Dia da Solidarieade ao Povo Palestino
  • Dia de São Saturnino
  • Dia do Anjo Menadel
  • Dia do Café
  • Dia do Nhoque da Fortuna ou da Sorte