Últimas notícias

Hoje na história

RSS
30 de outubro de 1918.

Primeira Guerra Mundial: o Império Otomano assina o Armistício de Mudros com os Aliados.

HMS Agamemnon numa visita a Mudros anterior ao armistício, durante a campanha de Dardanelos, em 1915.

Armistício de Mudros (turco: Mondros Mütarekesi ), concluído em 30 de outubro de 1918, encerrou as hostilidades, ao meio-dia do dia seguinte, no fronte do Oriente Médio entre o Império Otomano e os Aliados da Primeira Guerra Mundial. Foi assinado pelo ministro otomano da Marinha Rauf Bey e pelo almirante britânico Somerset Arthur Gough-Calthorpe, a bordo do HMS Agamemnon no porto de Mudros, na ilha grega de Lemnos.

Como parte de várias condições para o armistício, os otomanos renderam suas guarnições restantes fora da Anatólia, bem como concederam aos Aliados o direito de ocupar fortes que controlam o estreito dos Dardanelos e do Bósforo; e o direito de ocupar o mesmo "em caso de desordem" qualquer território otomano, em caso de ameaça à sua segurança. O exército otomano, incluindo a força aérea otomana, foi desmobilizado e todos os portos, ferrovias e outros pontos estratégicos foram disponibilizados para uso dos Aliados. No Cáucaso, os otomanos tiveram que recuar para dentro das fronteiras pré-guerra entre o Império Otomano e Russo.

O armistício foi seguido pela ocupação de Instambul e a subsequente partilha do Império Otomano. O Tratado de Sèvres (10 de agosto de 1920), que foi assinado no rescaldo da Primeira Guerra Mundial, impôs duras condições ao Império Otomano, mas nunca foi ratificado pelo Parlamento Otomano em Istambul. O Parlamento otomano foi oficialmente dissolvido pelos Aliados em 11 de abril de 1920 devido à oposição esmagadora dos parlamentares turcos às disposições discutidas em Sèvres. Posteriormente, a Guerra da Independência da Turquia foi travada de 1919 a 1923. A Grande Assembleia Nacional da Turquia, estabelecida em Ancara em 23 de abril de 1920 por Mustafa Kemal Paxá e seus seguidores (incluindo ex-parlamentares do fechado Parlamento Otomano) tornaram-se o novo governo de fato da Turquia. O Armistício de Mudros foi substituído pelo Tratado de Lausanne, assinado em 24 de julho de 1923, após a vitória turca na Guerra da Independência.

Fonte: Wikipédia


Tags: Primeira Guerra Mundial, Turquia, Império Otomano, Armistício, Tratado de Sèvres, Tratado de Lausanne






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 24.06

  • Dia das Empresas Gráficas
  • Dia de São João
  • Dia do Anjo Haheuiah
  • Dia do Caboclo
  • Dia do Observador Aéreo
  • Dia Internacional do Disco voador
  • Dia Internacional do Leite
  • Festa de São João Batista - Porto Alegre