Últimas notícias

Hoje na história

RSS
20 de novembro de 1943.

Segunda Guerra Mundial: Batalha de Tarawa (Operação Galvânica): os fuzileiros navais dos Estados Unidos aportam no Atol de Tarawa, nas Ilhas Gilbert, e sofrem um forte ataque de canhões e metralhadoras japonesas.

Fuzileiros norte-americanos inspecionando uma fortificação defensiva japonesa em ruínas.

A Batalha de Tarawa foi um confronto militar travado no contexto da Guerra do Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial, sendo travada entre os dias 20 e 23 de novembro de 1943 no Atol de Tarawa, Ilhas Gilbert. Cerca de 6400 japoneses, coreanos e americanos morreram na batalha, a maioria na pequena ilhota de Betio, no sul do atol.

A batalha em Tarawa foi a primeira grande ofensiva americana na região central do Pacífico. Foi também a primeira vez na guerra que as forças armadas dos Estados Unidos sofreram séria oposição de defensores japoneses durante um desembarque anfíbio. Ações anteriores deste tipo haviam sofrido pouca ou nenhuma resistência, mas desta vez os 4500 japoneses na ilha, bem supridos e bem preparados, resistiram ferozmente e lutaram até o último homem, impondo grandes baixas aos americanos. Os Estados Unidos sofreram perdas enormes em outras campanhas também, como por exemplo em Guadalcanal, mas a quantidade alta de mortos em Tarawa ficou notório por ter acontecido em uma pequena área e em um espaço de tempo curto de apenas 76 horas.

A batalha por Tarawa segue controversa até os dias atuais. Acadêmicos e historiadores questionam a necessidade e o valor estratégico desta invasão, afirmando que talvez o custo de vidas não tenha valido a pena no quadro geral da guerra.

Fonte: Wikipédia


Tags: Segunda Guerra Mundial, Guerra do Pacífico, Batalha






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 05.10

  • Dia da Micro e Pequena Empresa
  • Dia das Aves
  • Dia de São Benedito
  • Dia do Anjo Nithael
  • Dia do Boia-fria
  • Dia do Empreendedor
  • Dia do Morador de Cortiço
  • Dia Mundial do Professor