Últimas notícias

Hoje na história

RSS
26 de dezembro de 1944.

Segunda Guerra Mundial: o Terceiro Exército de George S. Patton quebra o cerco imposto às forças americanas em Bastogne, na Bélgica.

Tropas da 101ª Divisão Aerotransportada observando os C-47 lançarem suprimentos sobre Bastogne, em 26 de dezembro de 1944.

O Cerco de Bastogne foi um grande combate travado por tropas dos Estados Unidos e da Alemanha Nazista ocorrido na cidade de Bastogne, Bélgica, como parte da batalha das Ardenas. O objetivo da ofensiva alemã era capturar os portos da Antuérpia. Para chegar lá, antes que os Aliados pudessem se reagrupar e usar toda vantagem da sua superioridade aérea, as forças mecanizadas alemãs tinham que tomar as principais estradas e junções da Bélgica. Como sete importantes estradas que cruzavam as Ardenas passavam por Bastogne, o controle dessa cidade passou a ser prioridade para os alemães. O cerco durou de 20 de dezembro até o dia 27 do mesmo mês, quando as forças americanas foram libertadas pelo 3º Exército sob comando do general George Patton, o que forçou os alemães a bater em retirada da região.

Quebrando o cerco

Membros do Terceiro Exército do General George Patton conseguiram chegar a Bastogne no sudoeste, vindo de Assenois. A ponta de lança alcançou as linhas do 326º Batalhão de Engenharia em 26 de dezembro de 1944, sendo o Cobra King o primeiro tanque a fazer contato aproximadamente às 16:50. As comunicações terrestres da 101ª com os depósitos de suprimentos americanos foram restauradas em 27 de dezembro e os feridos foram evacuados para a retaguarda. O general Taylor chegou a Bastogne com a 4ª Divisão Blindada e retomou o comando.

Fonte: Wikipédia


Tags: Segunda Guerra Mundial, Bastogne, Paton, Ardenas






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 05.10

  • Dia da Micro e Pequena Empresa
  • Dia das Aves
  • Dia de São Benedito
  • Dia do Anjo Nithael
  • Dia do Boia-fria
  • Dia do Empreendedor
  • Dia do Morador de Cortiço
  • Dia Mundial do Professor