Últimas notícias

Hoje na história

RSS
02 de janeiro de 1945.

Segunda Guerra Mundial: Nuremberg, Alemanha, é severamente bombardeada pelas forças aliadas

Nuremberg em ruínas (1945).

Nuremberg (em alemão Nürnberg [ˈnʏʁmbɛʁkʰ] é uma cidade independente (kreisfreie Stadt) alemã, situada ao norte do estado da Baviera na região administrativa (Regierungsbezirk) da Média Francônia. Nuremberg é a maior cidade da região histórica Francônia com aproximadamente meio milhão de habitantes, tendo sua área metropolitana cerca de 1 milhão e 17 mil habitantes.

A cidade em conjunto com as cidades vizinhas Fürth, Erlangen e Schwabach formam o centro econômico e cultural do norte da Baviera, denominado de Região Metropolitana de Nuremberg desde 2005.

Apesar da enorme destruição da cidade durante a Segunda Guerra Mundial, a maioria das construções medievais foram reconstruídas a partir de planos originais existentes desde a Idade Média. Até hoje o centro histórico é rodeado pela antiga muralha com uma extensão de 4 km. Albrecht Dürer passou a maior parte da sua vida em Nuremberg, sendo sua antiga residência (Albrecht-Dürer-Haus) um museu com exposições sobre sua vida.

A cidade, porém, também é conhecida por ter sido a localização de inúmeros comícios do Partido Nazista (as Reuniões de Nuremberg), assim como pelos Julgamentos de Nuremberg, após a Segunda Guerra Mundial, nos quais foram sentenciados os criminosos de guerra da Alemanha Nazista.

Período nazista

Por causa de sua proeminência no Sacro Império Romano-Germânico, o partido nazista NSDAP promoveu a partir de 1933 até 1938 enormes comícios partidários em Nuremberg. Após a ascensão ao poder, Hitler declarou Nuremberg como sede oficial dos Comícios do Partido Nazista (as Reuniões de Nuremberg). As áreas de desfile (Reichsparteitagsgelände) foram projetadas por Albert Speer, bem como outras construções monumentais no bairro Volkspark Dutzendteich, exemplo da megalomania nazista. Foram construídos diversos edifícios para acomodar os congressistas ao longo dos anos de duração do Terceiro Reich; alguns nunca foram acabados. Atualmente, ainda subsistem alguns exemplares da arquitetura nazista na cidade, como por exemplo o Campo Zepellin.

Os primeiros sinais de radicalização foram a queima dos livros em 1933. Livros e jornais de autores considerados subversivos e não conforme às ideologias nazistas, como por exemplo Karl Marx e Erich Maria Remarque, foram queimados na praça Principal (Hauptmarkt) no centro da cidade.

As duas personagens mais conhecidas pelo seu antissemitismo e seus discursos demagógicos em Nuremberg foram Julius Streicher e o prefeito nazista Willy Liebel. O último vangloriava o fato, que, durante a Noite de cristal do dia 9 ao dia 10 de novembro de 1938, 26 cidadãos pagaram com a vida por serem judeus.

Outro triste fato de Nuremberg é a arianização de bens judeus: os moradores judeus foram forçados a vender no total mais de 150 empresas e aproximadamente 570 propriedades. Porém, o fato mais deplorável na história da cidade, é que a estação ferroviária Märzfeld foi ponto de partida para mais de 2000 judeus da região da Francônia e para 2373 nurembergenses em direção a deportação. As duas maiores deportações aconteceram em 29 de novembro de 1941 em direção ao campo de concentração Jungfernhof nos arredores de Riga (Letônia) e em 24 de março de 1942 até Izbica nos arredores de Lublin (Polônia), ambas com aproximadamente 1000 pessoas.

Na cidade ainda foram editadas as primeiras leis racistas do período nazista em 1935, dentre as quais as leis de "pureza" do sangue ariano, conhecidas como as Leis de Nuremberg. Por um lado foi o surgimento das Leis de Nuremberg responsável pela escolha dessa cidade para a instituição do Tribunal Penal Internacional para o julgamento dos crimes de guerra e crimes contra a humanidade praticados pelos nazistas. Do outro lado, ironicamente, o prédio do Tribunal da Justiça e adjacente o prédio da prisão, foram uma das raras construções intactas após o término da guerra e local ideal para a realização dos julgamentos.

Não é de se admirar portanto, que Nuremberg foi a segunda cidade alemã que mais sofreu durante os bombardeios dos Aliados, sendo somente superada na sua destruição por Dresden. O centro histórico foi destroçado durante o ataque aéreo dos aliados em 2 de janeiro de 1945.

Com o final da Segunda Guerra Mundial, a cidade voltou a estar no centro das atenções devido aos Julgamentos de Nuremberg realizados de 1945 a 1949, nos quais os oficiais nacional-socialistas foram condenados por crimes de guerra e crimes contra a humanidade.

Fonte: Wikipédia


Tags: Segunda Guerra Mundial, Nuremberg, bombardeios, nazismo






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 24.05

  • Dia da Infantaria
  • Dia de Nossa Senhora Auxiliadora
  • Dia de São Vicente de Lérins
  • Dia do Datilógrafo
  • Dia do Detento
  • Dia do Telegrafista
  • Dia do Vestibulando
  • Dia Nacional do Cigano