Últimas notícias

Hoje na história

RSS
05 de janeiro de 1941.

A piloto de 37 anos, Amy Johnson, a primeira mulher a voar sozinha de Londres para a Austrália, desaparece depois de ter saltado de paraquedas de seu avião sobre o rio Tâmisa, e presume-se morta.

Amy Johnson

Amy Johnson (Kingston upon HullInglaterra1 de julho de 1903 — Londres5 de janeiro de 1941) foi uma pioneira da aviação, destacando-se por ser uma das primeiras mulheres a pilotar um avião.

Feito Notável

Durante as aulas de aviação, o seu instrutor mencionou-lhe que ela só seria levada a sério naquela profissão se realizasse algo de realmente notável. Foi-lhe sugerido o voo entre a Inglaterra e a Austrália, algo que nunca havia sido realizado por uma mulher. Amy assumiu este desafio e iniciou imediatamente a preparação para a viagem. Obteve um avião em segunda mão, o modelo De Havilland Gypsy Moth, um dos menores e populares da época. O pequeno avião com o nome de Jason, pode hoje ser observado no Science Museum em Londres. Mandou instalar depósitos adicionais de combustível e, visto que voaria sozinha, preveniu-se transportando equipamento para qualquer eventualidade. Usou um fato adequado e capacete, mas vestiu uns calções de caqui durante quase toda a viagem. Para defesa pessoal levou uma espingarda, bem como uma maleta de primeiros socorros, o que acabou por lhe ser útil para consertar o avião, ao utilizar adesivo para reparar as asas de lona que se romperam.

Em 5 de maio de 1930 Amy Johnson partiu do aeroporto de Croydon, ao sul de Londres, para uma viagem de 19 dias, percorrendo os 18.000 quilômetros entre Londres e Darwin, na Austrália, onde aterrou em 24 de maio de 1930. Pelo caminho teve de efetuar diversas aterragens, algumas delas forçadas, na selva, enfrentou tempestades de areia e efetuou diversos consertos no avião. O plano de Johnson era voar o menos possível sobre o mar, onde as suas hipóteses de sobrevivência seriam mínimas em caso de acidente. Assim, traçou rumo para sudeste, sobrevoando a Europa e a Ásia, depois virou a sul ao longo da península Malaia e sobrevoou as ilhas da Indonésia. A última etapa foi a mais perigosa ao ter de sobrevoar o Mar de Timor antes de atingir a costa australiana.

Ao levantar voo do aeroporto de Croydon, em Londres, Amy era uma desconhecida. No entanto, a imprensa e a rádio foram transmitindo notícias da sua epopeia e, ao descer do avião, havia-se transformado numa heroína internacional.

Fonte: Wikipédia


Tags: aviação, piloto, avião, pioneira, Amelia Earhart






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 05.10

  • Dia da Micro e Pequena Empresa
  • Dia das Aves
  • Dia de São Benedito
  • Dia do Anjo Nithael
  • Dia do Boia-fria
  • Dia do Empreendedor
  • Dia do Morador de Cortiço
  • Dia Mundial do Professor