Últimas notícias

Hoje na história

RSS
04 de dezembro de 1829.

Na Índia, autoridades britânicas proíbem a pratica do “suttee” - a auto-incineração da viúva na pira funerária do marido


Sati (também suttee) foi uma prática funerária Hindu em que a viúva imolava-se sobre a pira funerária do marido.

O termo é derivado do nome original da deusa hindú Sati, mulher do deus Shiva, que se tornou uma “mulher honrada” ao se imolar na pira funerária de seu marido.

Historicamente, as viúvas tinham uma condição precária na Índia, sendo consideradas inúteis e impuras.

O nome vem da deusa

O ritual do sati foi banido em 1829, mas algumas mulheres da zona rural ainda o praticam. Antes da proibição, havia centenas de ocorrências de sati por ano, principalmente no Rajastão. Em 4 dezembro 1829, a prática do “sati” (ou sutee) foi proibida formalmente na Índia.

Tags: Imolação, viúva, Índia






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 27.10

  • Dia de São Vicente
  • Dia do Anjo Sitael
  • Dia Mundial de Oração pela Paz
  • Dia Municipal de Diálogo Inter-religioso e de Oração pela Paz