Últimas notícias

Hoje na história

RSS
22 de abril de 1997.

Invasão militar liberta 71 reféns depois de 126 dias de crise no Peru


No dia 17 de dezembro de 1996, um comando do grupo guerrilheiro Movimento Revolucionário Tupac Amaru (MRTA) invadiu a residência do embaixador do Japão no Peru, Morihisa Aoki, situada em Lima, capital do Peru, fazendo 500 reféns.

Na residência estava acontecendo uma festa em homenagem ao aniversário do imperador japonês, Akihito. Presentes centenas de convidados, entre eles representantes diplomáticos de vários países (como o embaixador do Brasil no Peru, Carlos Luiz Coutinho Perez) e importantes autoridades daquele país.

Os guerrilheiros exigiam que todos os membros do MRTA fossem libertados.

O desfecho do episódio ocorreu em 22 de abril de 1997 quando forças policiais e militares peruanas invadiram a residência do embaixador e resgataram os reféns. Todos os terroristas foram mortos e um refém, o juiz da Suprema Corte peruana Carlos Giusti Acuña.

Tags: Terrorismo, MRTA, guerrilheiro, Tupac Amaru






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 20.04

  • Dia do Diplomata
  • Dia do Disco
  • Santa Inês de Montepulciano